Entrevista ao Jornal Tribuna

Data: 30/01/2012


Jaboticabalense lança livro em São Paulo

Fruto de trabalho postado em blog, livro “Terra Morta” foi lançado na capital. Autor valoriza terra onde nasceu e não se esquece de Jaboticabal


Filho de cariocas, Tiago Hilário nasceu em Jaboticabal e está há três anos em São Paulo onde trabalha em um bar de vinhos da capital paulista. Mais conhecido como Tiago "Toy", nome que aderiu artisticamente através do apelido que ganhou dos amigos após participar de um programa musical da Disney, começou a escrever por hobbie em 2008. No mesmo ano, em agosto, criou um blog para divulgar seus textos e expor seus trabalhos na rede. Como fruto deste esforço de quase quatro anos está o lançamento do livro "Terra Morta", realizado em dezembro na capital.

"Após começar a divulgar os textos, vi que estavam fazendo sucesso em todo país e até em Portugal onde há alguns professores que utilizam meu trabalho para dar aulas de literatura", afirma Tiago, orgulhoso e sem querer revelar a idade que, segundo ele, gira em torno dos 25 anos. Aos poucos, cada capítulo postado na internet conquistava novos leitores e despertava o interesse das editoras. "Nunca pensei em lançar um livro, mas quando mudei para São Paulo, após uns cinco meses, o Erick Sama, que é meu editor, descobriu por acaso e me convidou. Não tive que correr atrás de nada, apenas recebi o convite, o que é muito difícil acontecer", disse Toy.

A história, segundo Tiago, gira em torno de um personagem que carrega o seu mesmo nome, quase como um auterego do autor. "Sempre fui apaixonado por histórias de terror e, principalmente, zumbis. No livro, o personagem Tiago começa em Jaboticabal e após uma infecção que atinge 99% da população que a transforma em seres praticamente primitivos, como uma raiva humana e que ataca qualquer pessoa com mordidas e pancadas, ele precisa fugir", conta. "O Tiago encontra dois sobreviventes, um no ginásio de esportes e outro na Nova Jaboticabal. Eles precisam ir para São Paulo onde, no livro, é a área segura para os não-infectados. O problema é que essas pessoas começam a observar que os humanos são tão perigosos quanto aqueles que estão com a doença", disse o autor, deixando o restante como suspense para seus leitores.

Esse é o primeiro livro de uma trilogia que deverá ser lançada em continuação ao projeto "Terra Morta". "Serão três livros e o segundo deve sair ainda esse ano, provavelmente no início do segundo semestre. Já estamos com os trabalhos praticamente prontos, mas ainda é necessário algumas revisões. O terceiro ficará mais para frente", explicou.

Questionado se pretende fazer o lançamento oficial em Jaboticabal, Tiago disse que já iniciou as conversas com a diretoria de cultura para viabilizar o lançamento na biblioteca municipal. Além disso, segundo o autor, há conversas com uma livraria local para iniciar as vendas no município. Hoje, quem se interessar pelo livro precisa entrar no site da editora (www.editoradraco.com) ou enviar um e-mail para tiago.toy@hotmail.com. Em caso de pedido feito por e-mail, o livro chegará na residência autografado pelo autor.

Nos próximos dias, Tiago deverá lançar seu site oficial que está em fase de conclusão (www.tiagotoy.com.br). O blog, hoje apenas com postagens antigas referentes ao livro, é o www.terra-morta.blogspot.com. Além de "Terra Morta" e da continuidade do trabalho, Tiago já possui publicações em outros trabalhos, como o livro de contos "Fragmentos do Inferno".

Os novos escritores da Cidade das Rosas...

O autor de "Terra Morta", Tiago Toy, não é um caso único de novos escritores de Jaboticabal. Mesmo sem ter um livro próprio, o jovem estudante Rafael Milanezi, que sonha cursar medicina, também é um caso que precisa de atenção especial pela sua capacidade com as palavras. Com apenas 18 anos, Rafael já publica em seu blog algumas obras de sua autoria, admiradas pelos familiares e amigos.

"Meus amigos que fazem eu ter vontade de publicar. Você sabe como é, né? Ser humano é preguiçoso. Se não tiver um ‘’empurrãozinho’’ a mais as ideias não passariam de ideias", brinca. Rafael conta ainda que começou a escrever há três anos, quando iniciou as aulas particulares de redação. "Na época comecei a escrever por causa dos vestibulares. Depois peguei gosto pela escrita. Gosto de explicitar um pensamento e ver se ele cabe em outras pessoas. Isso é algo que me motiva", emenda.

Sem um assunto de preferência, Rafael afirma que a "leitura é essencial para o amadurecimento de um ser humano". Fã de romances e principalmente de Machado de Assis, com a obra de Dom Casmurro, o jovem jaboticabalense sonha alto: " Médico. Colunista. Político", finaliza. As obras de Rafael Milanezi podem ser encontradas no blog www. desencargo.blogspot.com


Autor: Renan Leite

0 mordidas:

Postar um comentário