Rapunzel Versus Zombies!


”- Rapunzel, jogue suas tranças. Rápido!

Ao notar a urgência no chamado, ausente da costumeira doçura, Rapunzel largou a escova e foi a passos largos até o suporte onde prendia os cabelos. Não demorou a sentir o peso, e ajudou com puxadas, tentando amenizar a dor no couro. Menos de um minuto e seu amado surgiu no parapeito. Sua expressão não era das melhores: havia medo nos olhos. Agonia.

Antes mesmo de chegar ao topo, ele se atirou para o quarto, rolando pelo assoalho de madeira escura. Rapunzel reprimiu um grito ao ver a perna direita pela metade. O que restara pendia estraçalhada.

- O que aconteceu?

O rapaz não conseguiu formar palavras. Gemidos de dor eram o máximo que escapava dos lábios trêmulos. Rapunzel correu até a janela, seguindo o estranho som que agora se tornava mais claro. O grito dessa vez não foi reprimido.

A torre de Rapunzel estava cercada por uma pequena multidão de pessoas, e aumentava à medida em que outras vinham da floresta. Grunhiam como animais, e esticavam as mãos ensanguentadas para o alto. Não queriam apenas as tranças de Rapunzel.

Queriam sua carne.”

1 mordidas:

Bruno Passanti disse...

Uau! Me deu arrepios! Vai ter continuação ou é só uma degustação?

23 de março de 2012 23:34

Postar um comentário